sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Lançamento: Portal de Turismo de São Vicente


Potencial Vicentino: Ecoturismo na Área Continental

 A Área Continental possui enorme potencial para atividades de ecoturismo, mas falta o envolvimento dos setores públicos, privado e comunidade para o desenvolvimento de projetos. Essa é a conclusão de Renato Marchesini, diretor comercial da Caiçara Expedições, agência de ecoturismo que atua em todas as cidades da Baixada Santista, após tomar conhecimento da reportagem “Paratinga não é mais a mesma”, publicada em novembro, pelo Continental News.

Como profundo conhecedor das potencialidades turísticas do litoral, ele lembra que o bioma de Mata Atlântica, com magnífica flora, fauna e recursos hídricos, as cachoeiras de Paratinga, as ruínas da Capela e Engenho Sant’anna, onde Frei Gaspar da Madre de Deus morou, e a Estação Ferroviária, edificações históricas que fazem parte de Acaraú, são algumas das atrações que podem ser exploradas turisticamente. “No local, assim podemos trabalhar com atividades de caminhadas ecológicas, estudo do meio, montain bike, passeios de cavalo e charrete entre outros”, disse, lembrando que o modelo para ser aplicado na Área Continental é o turismo de base, que oferece a possibilidade dos moradores gerarem renda, ao mesmo tempo, em que se envolvem com a receptividade dos turistas e atuam como agente de preservação do meio ambiente.

No entanto, para que todo o potencial turístico da região traga dividendos para o município e comunidades que vivem nessas reservas naturais, é preciso que ações sejam feitas. Na avaliação de Marchesini, que também é especialista de ecoturismo, antes que sejam criados roteiros, é necessário fazer um diagnóstico turístico, ambiental, social e econômico da região. As ações só poderão ser tomadas depois que os estudos, feitos por profissionais habilitados, apontarem as potencialidades e viabilidades. Além disso, é fundamental que sejam traçados metas para implantação de infraestrura, assinados termos de conduta e criados roteiros turísticos. “O município de São Vicente, por meio das secretarias de Turismo e de Meio Ambiente, e Fundação Florestal (órgão do governo do Estado) poderia gerar convênios e parcerias em projetos, pois a região fica no entorno do Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Itutinga-Pilões, conforme aponta Plano de Manejo. Ou até mesmo convênios com universidades regionais, contratação de empresas ou profissionais habilitados para realizar os levantamentos de dados”, sugeriu.

Entre os principais problemas que podem inviabilizar a operacionalização dos roteiros turísticos na região, Renato destaca: dificuldade de acesso, falta de segurança, inexistência de sanitários e lixo abandonado.

..::Ações Municipais
O secretário de Turismo de São Vicente, Brito Coelho, informou que a prefeitura está desenvolvendo ações para que o parques da cidade sejam melhor utilizados por turistas.  

Inicialmente, as ações estão concentradas no Parque Ecológico Voturuá, onde fica o Horto Municipal, que passa por reformas. A prefeitura pretende criar três trilhas que passem pela antiga pedreira que funcionava no local. Depois de concluídas esta etapa, Coelho informou que os trabalhos se concentrarão no Parque Estadual Xixová Japuí, onde uma universidade já está realiza estudos de potencialidades e foi aberta uma discussão com a sociedade para definir o que deve ser implementado.

O Parque Estadual da Serra do Mar, que fica na Área Continental, só receberá atenção municipal depois que forem concluídos os trabalhos nos outros dois parques da cidade. Coelho explicou que a intenção é fazer um levantamento das potencialidades da região, demarcar os limites do parque por GPS e desenvolver roteiros ecológicos. Além disso, a intenção é trabalhar em parceria com as empresas que atuam na região com o objetivo de para criar roteiros ferroviários e circuitos de Off Road. Ao mesmo tempo, Coelho esclarece que o plano pretende envolver a comunidade com ações de turismo sustentável. “Queremos fazer o reordenamento para que nossos parques sejam utilizados, turisticamente, de forma correta”, ressaltou.

 
 

Teleférico: Divulgação Atrativos São Vicente


Agora quem passa pela avenida da praia em São Vicente, na praia do Itararé em frente ao teleférico, pode conhecer um pouco mais sobre a cidade através de um enorme telão de led instalado pelo teleférico.

No telão estão sendo veinculados vídeos e imagens sobre atrativos e roteiros turísticos, história e curiosidades da 1º cidade do Brasil.

Caso queira divulgar sua marca no telão, entre em contato com o teleférico: http://www.telefericosaovicente.com.br/

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Turismo Náutico expõe todo o fascínio da Natureza - É Destaque no Jornal A Tribuna



Fonte..:: Jornal A Tribuna, 15 de Janeiro de 2012

Clique nas imagens para ampliar


Para mais informações e reservas do Tour Náutico Baixada Santista
segue site..:: ww.caicaraexpedicoes.com


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Projeto Eleitoreiro: Roda São Paulo tem problemas e deixa turistas no meio da rua

O dia começou ótimo, com o sol brindando mais um dia de verão. Para um grupo de pessoas que esperava na Biquinha, em São Vicente, era promessa de uma passeio inesquecível a bordo do double-decker do Programa Roda São Paulo, da Secretaria Estadual de Turismo. A ideia era fazer as rotas de São Vicente até Santos, depois Guarujá e talvez Bertioga.

Entre elas estavam duas moradoras de São Vicente com suas respectivas famílias. Jussélia Alves aproveitou a vinda de parentes de Curitiba para levá-los para conhecer a região. Já Flávia Dantas de Jesus tirou estes dias das férias para mostrar a Baixada para os filhos de 6 e 11 anos. Havia ainda estrangeiros, um cadeirante e vários idosos.
Marcado para sair às 9 horas, o veículo partiu 16 minutos depois, já lotado. Por isso, não parou nos demais pontos da roa onde havia turistas esperando para se unir ao grupo também. Isso aconteceu até a Ponta da Praia, em Santos, onde o pessoal desembarcou rumo a Guarujá por volta das 10 horas – meia hora antes do embarque previsto no Terminal do Ferry Boat.

Ao chegar no local, não havia ninguém do programa para orientar os turistas, que só contaram com o apoio do pessoal do terminal de ônibus para prestar informações. Já no ponto de embarque, uma longa fila se formou à espera do passeio.

A partir daí começou uma saga para este grupo, que ficou aguardando 1 hora no ponto sem qualquer explicação sobre o atraso. Jussélia estava indignada. “Isso é um desrespeito. Não tem ninguém do Roda São Paulo para prestar informação aqui. Imagina os turistas que não conhecem nada da região?”.

Às 11h30, um micro-ônibus e duas vans chegaram ao terminal. Jussélia logo conseguiu espaço no veículo e, apesar do atraso, ainda estava ansiosa pelo resto da viagem. O mesmo não pôde dizer Flávia, que foi deixada para trás com seus dois filhos e outras 40 pessoas. O motivo: falta de espaço nos veículos.

O grupo ainda esperou por mais de 1 hora na esperança de que algum engano tivesse ocorrido. Neste período vários desistiram, entre eles os estrangeiros. Um senhor diabético passou mal e também foi embora com a esposa. Sobraram apenas 10 pessoas.

Entre elas a paulistana Maria Lúcia de Oliveira, uma senhora que sofre de fibromialgia e, por causa do passeio de ontem, tinha ficado uma boa parte do dia anterior no pronto-socorro se preparando para este dia. “Vou procurar o Procon, porque para mim isso foi propaganda enganosa”.

Nas tentativas de contato com a secretaria, as informações eram desencontradas. “Liguei há meia hora e me disseram que em 25 minutos uma van estaria aqui”, disse Sílvia Dalmati, no que foi rebatida por Flávia. “Já para mim disseram que a próxima van é só às 13 horas”. Por fim, cansados e irritados, todos decidiram voltar para Santos com uma certeza: pedir o ressarcimento dos R$ 10,00 gastos no passeio.

Fonte..:: Jornal A Tribuna

Entenda a Verdade do Projeto:  Turismo ou Canibalismo - Concorrência desleal - Divulguem!!!!

Muitos sempre comentam porque o Turismo na Baixada Santista é sempre promessa!!!! VC entede agora!!